segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Poesia : A Singular Perfeição - Autor : Ruy da Penha Lôbo





I

A certeza é um dom celestial que traz a realeza da bondade sem igual.
II
A realeza da bondade sem igual em inovar os pontos positivos e se direcionar.
III
Os pontos positivos e se direcionar na simetria que indica uma nova acolhida
IV
Na simetria que indica uma nova acolhida no situar com a afirmação do poder da perpetuação.
V
A afirmação do poder da perpetuação é A Singular Perfeição modificando o mundo em uma só consideração.  

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Poesia: O que é a Introdução ? - Autor: Ruy da Penha Lôbo





I

O que é a Introdução?
É o início para começar linhas perfeitas escritas em um só ressoar.
II
O que é a Introdução?
É o poder conciliador superando a arrogância e edificando a esperança.
III
O que é a Introdução?
É o sonho para escrever um objetivo novo que vai acontecer.  
IV
O que é a Introdução?
É a janela que abrirá para uma paisagem de harmonia que vai se desenhar.
V
O que é a Introdução?
É ir muito além é Jesus o começo que modificara o contexto de nossas vidas e frutos novos frutificar.

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Poesia : Ano Novo o Instituir com Serenidade - Autor : Ruy da Penha Lôbo





I

Ano novo a principal aceitação que deve regenerar com idéias positivas de reflexão.   
II
Regenerar com idéias positivas de reflexão na assinatura do aprimoramento que modifique a coletividade e institui a irmandade.
III
Modifique a coletividade e institui a irmandade na paz transformadora que regenera cada pessoa.
Iv
Na paz transformadora que regenera cada pessoa o sentir contemplativo na análise do mundo a aquisição do meditar na mansidão.
V
A aquisição do meditar na mansidão é Ano Novo o Instituir com Serenidade na igualdade que se revela a bondade e introduz a cordialidade.

Poesia : Ano Novo o Agir para a Percepção Conduzir - Autor : Ruy da Penha Lôbo





I
Ano novo a palavra que constrói , sonhos , projetos e a concretização de algo bom e belo
II
E a concretização de algo bom e belo o perfeito animar para a esperança ajustar.
III
O perfeito animar para a esperança ajustar o desígnio do pensamento para um bom entendimento.
IV
O desígnio do pensamento para um bom entendimento na avaliação que acontece a resolução.
V
Na avaliação que acontece a resolução é Ano Novo o Agir para a percepção conduzir para bons modos que hão de vir.

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Poesia: Ano Novo o Cenário que Descortina - Autor : Ruy da Penha Lôbo




I

Ano novo o intenso resplandecer para o eterno crer.
II
O intenso resplandecer para o eterno crer na manhã que desperta para a paz que se espera.
III
Na manhã que desperta para a paz que se espera o cotidiano da ternura que sugere a reformulação que modele na afirmação.
IV
Que sugere a reformulação que modele na afirmação a silaba do entender e assim aprender.
V
A silaba do entender e assim aprender é Ano o Cenário que Descortina para revelar em novas imagens que vão revolucionar.   



segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Poesia : Ano Novo Sabedoria que se Conquista - Autor : Ruy da Penha Lôbo





I
Ano novo possibilitar a anunciação certeza única que reitera na imaginação.
II
Que reitera na imaginação o intenso confiar para assim condicionar.
III
Para assim condicionar o princípio que aproxima a bela imagem da bondade que determina.
IV
A bela imagem da bondade que determina no instituir para sempre um pensamento coerente.
V
No instituir para sempre um pensamento coerente é Ano Novo Sabedoria que se Conquista  nas andanças da vida , na riqueza da acolhida.