sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Poesia : O que é Semear ? - Autor : Ruy da Penha Lôbo





I
O que é Semear?
São as idéias que vão ficar para um tempo consolidar.
II
O que é Semear?
É o principio do entender para algo fortalecer.
III
O que é Semear?
É a história do amanhã com projetos no presente que fará consciente.
IV
O que é Semear?
É a verdade consolidadora que se firmara na vida e no tempo com grande questionamento.
V
O que é Semear?       
É ir muito além é Jesus o grande semeador que semeia a bondade, a felicidade produzindo a igualdade na fraternidade.

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Poesia: O Deserto da Felicidade - Autor: Ruy da Penha Lôbo





I
O sinônimo da esperança está no altar do crer que tudo pode suceder.
II
No altar do crer que tudo pode suceder na divisão da vida que eterniza na singela utopia.
III
Que eterniza na singela utopia o diário que escrevera palavras novas que influenciara.
IV
Palavras novas que influenciara o contexto da explanação no conjugar do pensamento uma subjetividade de entendimento.
V
No conjugar do pensamento uma subjetividade de entendimento é O Deserto da Felicidade onde mora a igualdade com toda a percepção e um desejo sereno que rejeita o egoísmo então.

Poesia : O Ponteiro que Auxilia - Autor: Ruy da Penha Lôbo





I
Os minutos, os segundos são uma fração de esperança que eleva em sua relevância.
II
Eleva em sua relevância o perceber constantemente como sendo um grande presente.
III
O perceber constantemente como sendo um grande presente na história que pronunciara o destino consolidar.
IV
Na história que pronunciara o destino consolidar o objetivo da convicção que reiterara na felicidade que vai ficar.
V
O objetivo da convicção que reiterara na felicidade que vai ficar é O Ponteiro que Auxilia demonstrando na simbologia a perfeita harmonia que chegara na hora da exatidão o momento seguro de força e manifestação

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Poesia: A Possibilidade da Concepção - Autor: Ruy da Penha Lôbo





I
Intuir é perceber que o conhecimento se orienta na busca da exatidão em toda exaltação.
II
Em toda a exaltação nos mínimos detalhes demonstram cenários de sabedoria que abrangera com sintonia.
III
Cenários de sabedoria que abrangera com sintonia o extremo poder para a construção acontecer.
IV
O extremo poder para a construção acontecer na paisagem do entendimento um novo questionamento.
V
Na paisagem do entendimento um novo questionamento é A Possibilidade da Concepção para instaurar um novo paradigma revelar.

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Poesia: A Maravilha de Existir - Autor: Ruy da Penha Lôbo






I
A certeza da missão está em compreender que todos nós temos um caminho para percorrer.  
II
Um caminho para percorrer no insólito construir na solicitude da vida em conseguir.
III
Na solicitude da vida em conseguir o desenho universal para caracterizar o principio sem igual.
IV
Para caracterizar o principio sem igual na gentileza da alegria que se afirmara a cada dia.
V
Na gentileza da alegria que se afirmara a cada dia é A Maravilha de Existir os minutos pequenos na amplitude da vastidão que conceituara a bondade para aprimorar.

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Poesia : O que é Importante ? - Autor: Ruy da Penha Lôbo





I
O que é Importante?
É o destaque que priorizara para novas idéias que irão se afirmar.
II
O que é Importante?
É o contemplar a cada instante o desejo radiante.
III
O que é Importante?
É a somatória para acentuar em resoluções irradiadoras  que transmitem o sentimento purificador em raios de sol de esplendor.
IV
O que é Importante?
É a ilustração da cortesia que se imprimira na dedicação que modelara.
V
O que é Importante?
É ir muito além é Jesus a maior relevância de anunciação para priorizar a humanidade em todo tempo que virá então.