quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Poesia: A Altura da Consciência - Autor: Ruy da Penha Lôbo




I

A altura é a medida elevada que indica o caminho que iremos alcançar para o objetivo superar.
II
O caminho que iremos alcançar o objetivo superar o destino desbravador que iluminara com esplendor.
III
O destino desbravador que iluminara com esplendor o singelo afirmar para se modificar.
IV
O singelo afirmar para se modificar as escolhas da vida que se prioriza.
V
As escolhas da vida que se prioriza é A Altura da Consciência normatizando o agir para algo bom conseguir.   

Poesia: A Participação da Ternura - Autor: Ruy da Penha Lôbo






I

A ternura é um gesto de bondade que invade em toda a sua originalidade.
II
Em toda a sua originalidade o desenho  do interpretar em sempre considerar.
III
O desenho do interpretar em sempre considerar na arte da argumentação o principio restaurador em todo o seu esplendor.
IV
O  principio restaurador em todo o seu esplendor em purificar o pensamento para racionalizar.
V
Em purificar o pensamento para racionalizar é A Percepção da Ternura contemplando o ensinamento que permanecera pelo tempo.

Poesia: O Tempo Prioritário - Autor: Ruy da penha Lôbo



I

O tempo é uma fração de segundo que projeta a esperança nos minutos de bonança.
II
Que projeta a esperança os minutos de bonança a arte da poesia que se alinha a cortesia.
III
A arte da poesia que alinha a cortesia no dicionário do aprender a humildade em perceber.
IV
O dicionário do aprender a humildade em perceber é a história da conjuntura que eleva a capacidade da ternura.
V
A história da conjuntura que eleva a capacidade da ternura é O Tempo Prioritário estabelecendo o ideário para o pensamento solidário.  

Poesia: A Análise que Percebemos - Autor: Ruy da Penha Lôbo



I
Analisar é subtrair o pensamento para construir
II
O pensamento para construir na raridade que se consolida o vocabulário que determina
III
O vocabulário que determina realidades presentes e singela regeneração que modela então.
IV
E singela regeneração que modela então o ponto da alternativa que sugere uma presença de resolução que sustenta na vastidão.
V
Uma presença de resolução que sustenta na vastidão é A Análise que Percebemos o conselho novo para meditar em se modernizar.

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Poesia: O Sentimento que Realiza - Autor: Ruy da Penha Lôbo




I

O sentimento é um dom individual que se transmite na vida de forma magistral.
II
É um dom individual que se transmite na vida de forma magistral o poder da ressonância que espelha a ternura em toda a relevância.
III
Que espelha a ternura em toda a relevância nos atos da manifestação que indicam a regeneração.
IV
Nos atos da manifestação que indicam a regeneração o símbolo da consciência nobre presença.    
V
O símbolo da consciência nobre presença  é O Sentimento que Realiza modificando o destino na certeza que se conquista.


Poesia: O Mural da Certeza - Autor: Ruy da Penha Lôbo




I

O mural é um quadro onde colocamos conceitos, pensamentos e ensinamentos no raiar do entendimento.
II
Onde colocamos conceitos, pensamentos e ensinamentos no raiar do entendimento em mostrar o destino novo para desvendar.
III
O destino novo para desvendar na singela interrogação que eterniza em afirmação.
IV
Na singela interrogação que eterniza em afirmação a suprema realidade que a ciência da amizade na entrelinha do saber em crer.
V
Na entrelinha do saber em crer o sinônimo da vida mostrando o seu principio realizador com desejo restaurador.
VI
O sinônimo da vida mostrando o seu principio realizador com desejo restaurador è O Mural da Certeza escrevendo as palavras que ficaram eternas na mansidão.